• Seleção Feminina Sub 23 Wagão faz a primeira convocação para o Sul-Americano

    A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou, nesta terça-feira (31.05), a lista das 18 jogadoras convocadas pelo treinador Wagão para a disputa do Sul-Americano Sub 23 feminino que será disputado de 24 de julho a 1º de agosto, em Lima, no Peru. As jogadoras se apresentarão no dia 12 de junho no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), para começar os treinamentos. Confira abaixo a listas das jogadoras relacionadas para a temporada. FEDERAÇÃO MINEIRA DE VOLEIBOL Karoline Tórmena – Ponteira Laís Zurli Bittencourt Vasques – Líbero Maiara Cristina Basso – Ponteira Maria Clara Dantas Pinto De Almeida – Levantadora Mayany Cristina Araujo De Souza – Central FEDERAÇÃO PAULISTA DE VOLLEYBALL Amábilie Tereza Koester – Ponteira Bruna Rocha Costa – Levantadora Érica Motta Lima – Líbero Ingrid Kazumi Koga Rizzatti – Central Lana Silva Conceição – Ponteira Lays Fernanda Oliveira De Freitas – Central Lyara Batista Medeiros – Levantadora Maira Cipriano Claro – Ponteira Natália Fernandes Silva – Ponteira Raquel Loff Da Silva – Central FEDERAÇÃO DE VOLLEYBALL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRODrussyla Andressa Felix Costa – Ponteira Gabriela Cândido Da Silva – Ponteira Lorenne Maria Geraldo Teixeira – Oposta O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Seleções
  • Na Suíça Brasil é superado pela China na estreia do Montreux Volley Masters

    A seleção brasileira feminina B foi superada pela China na estreia do Montreux Volley Masters. Nesta terça-feira (31.05), a equipe comandada pelo treinador Wagão acabou vencida pelas chinesas por 3 sets a 0 (25/20, 25/17 e 25/22), em 1h29 de jogo, no ginásio Pierrier Clarens, em Montreux, na Suíça. As brasileiras folgarão na rodada de quarta-feira (01.06) e voltarão à quadra na quinta-feira (02.06), às 13h45, contra a Turquia. O SporTV transmitirá ao vivo. O Brasil começou a partida com a levantadora Naiane, a oposta Ana Paula, as ponteiras Rosamaria e Gabi, as centrais Fran e Mara e a líbero Laís. Entraram durante o confronto, a oposta Lorenne, a levantadora Juma, a ponteira Drussyla e a central Saraelen. A oposta Lorenne, que começou o terceiro set como titular, foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 10 pontos. Pelo lado da China, as atacantes Hui e Gong foram as maiores pontuadoras do confronto, com 16 acertos cada. O time verde e amarelo está no grupo A que conta ainda com China, Turquia e Bélgica. O grupo B é formando por Sérvia, Holanda, Tailândia e Suíça. As seleções se enfrentarão dentro dos seus respectivos grupos e as duas melhores classificadas passarão para as semifinais. A equipe brasileira em Montreux será formada pelas levantadoras Naiane e Juma, as opostas Rosamaria, Paula Borgo e Lorenne, as centrais Fran, Mara, Lays e Saraelen, as ponteiras Gabi Souza, Maira e Drussyla e as líberos Laís e Érica Motta. O JOGOA China começou melhor e fez 5/2. Quando o placar estava 10/5 para as asiáticas o treinador Wagão pediu tempo. Jogando com velocidade e bem nos contra-ataques, as chinesas fizeram 19/13. O Brasil cresceu de produção e, numa bola de segunda da levantadora Juma, encostou (20/18). A China segurou a reação do Brasil e levou a melhor no primeiro set por 25/20. O Brasil voltou melhor para o segundo set e deixou tudo igual no início da parcial (9/9). Com dois pontos seguidos de bloqueio, a China voltou a abrir no marcador (11/9). Quando o placar estava 15/10 para as asiáticas, o treinador Wagão pediu tempo. Mesmo com a paralisação, a China continuou melhor e fechou o segundo set por 25/17. A terceira parcial começou equilibrada. Depois de um longo rally, a China fez 10/9. O terceira parcial foi equilibrada até o final e quando o placar estava 22/21 para as chinesas, o treinador Wagão pediu tempo. A China foi melhor na parte final da parcial e venceu o terceiro set por 25/22 e o jogo por 3 sets a 0. Tabela Montreux Volley Masters:31.05 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 0 x 3 China (20/25, 17/25 e 22/25) 02.06 (QUINTA-FEIRA) – Brasil x Turquia, às 13h45 (horário de Brasília) 03.06 (SEXTA-FEIRA) – Brasil x Bélgica, às 11h30 (horário de Brasília) O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Seleções
  • aviso à imprensa Jornalistas podem se credenciar para o Grand Prix até o dia 3 de junho

    A imprensa interessada em fazer a cobertura da etapa do Grand Prix no Brasil pode se credenciar até o dia 3 de junho, no site da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). As partidas no Brasil acontecerão na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 9 e 12 de junho.   09/06 - 14h10 - Brasil x Itália  09/06 - 17h15 - Japão x Sérvia  10/06 - 14h10 - Brasil x Japão  10/06 - 17h15 - Itália x Sérvia  12/06 - 10h05 - Brasil x Sérvia  12/06 - 12h30 - Itália x Japão    As solicitações deverão ser feitas individualmente no site da FIVB:    www.fivb.org/EN/Media/accreditation.asp   Os interessados deverão se cadastrar no sistema da entidade. Caso já estejam registrados, basta fazer o login na mesma página, clicando no botão localizado na coluna à direita.   Para novos cadastros, a inserção da foto no formulário é obrigatória, assim como o preenchimento dos seguintes campos:   - Last name - First name - Nationality - Gender - Email address - Birthdate - Function - Media organization - Phone number - Mobile number   No quinto passo, cada jornalista deverá selecionar o evento World Grand Prix 2016 - 1st Group e, então, escolher a etapa do Brasil.   Após a aprovação do registro, cada jornalista receberá um login e uma senha, com os quais poderá efetuar outros pedidos de credenciamento no futuro.   Os jornalistas que tiverem seus pedidos aceitos serão informados pela assessoria de comunicação da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) sobre local e data de retirada das credenciais no dia 3 de junho.   Em caso de dúvidas com o credenciamento para o Grand Prix, entrar em contato com a assessoria de comunicação da FIVB através do e-mail [email protected]   Demais dúvidas devem ser encaminhadas para a assessoria de comunicação da CBV, pelo e-mail [email protected]    O Banco do Brasil é o patrocinador do vôlei brasileiro    A imprensa interessada em fazer a cobertura da etapa do Grand Prix no Brasil pode se credenciar até o dia 3 de junho, no site da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). As partidas no Brasil acontecerão na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 9 e 12 de junho. 09/06 - 14h10 - Brasil x Itália 09/06 - 17h15 - Japão x Sérvia 10/06 - 14h10 - Brasil x Japão 10/06 - 17h15 - Itália x Sérvia 12/06 - 10h05 - Brasil x Sérvia 12/06 - 12h30 - Itália x Japão  As solicitações deverão ser feitas individualmente no site da FIVB:  www.fivb.org/EN/Media/accreditation.asp Os interessados deverão se cadastrar no sistema da entidade. Caso já estejam registrados, basta fazer o login na mesma página, clicando no botão localizado na coluna à direita. Para novos cadastros, a inserção da foto no formulário é obrigatória, assim como o preenchimento dos seguintes campos: - Last name- First name- Nationality- Gender- Email address- Birthdate- Function- Media organization- Phone number- Mobile number No quinto passo, cada jornalista deverá selecionar o evento World Grand Prix 2016 - 1st Group e, então, escolher a etapa do Brasil. Após a aprovação do registro, cada jornalista receberá um login e uma senha, com os quais poderá efetuar outros pedidos de credenciamento no futuro. Os jornalistas que tiverem seus pedidos aceitos serão informados pela assessoria de comunicação da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) sobre local e data de retirada das credenciais no dia 3 de junho. Em caso de dúvidas com o credenciamento para o Grand Prix, entrar em contato com a assessoria de comunicação da FIVB através do e-mail [email protected] Demais dúvidas devem ser encaminhadas para a assessoria de comunicação da CBV, pelo e-mail [email protected]  O Banco do Brasil é o patrocinador do vôlei brasileiro    Read More
    Seleções
  • Em Maceió Presidente da CBV participa do revezamento da tocha olímpica

    O momento é de expectativa pelos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Antes do início das disputas, a tocha olímpica dá o tom desse super evento no revezamento que acontece por todo o país. Neste fim de semana, mais especificamente no último domingo (20.06), foi a vez de Maceió (AL) receber a tocha e o presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, natural da cidade, foi um dos condutores. O revezamento da tocha olímpica teve início na Praça Multi-eventos, onde acontecia o Festival de Sabores de Alagoas. Toroca foi um dos escolhidos para conduzir a Chama Olímpica, considerada um importante símbolo dos Jogos. O presidente da CBV é um dos principais apoiadores e incentivadores da preparação das seleções brasileiras de vôlei de quadra e de praia para a edição brasileira do principal evento esportivo do planeta. O vôlei também esteve presente em um momento marcante dessa história. A central Fabiana, capitã da seleção brasileira, foi a primeira condutora em solo brasileiro. Em Brasília (DF), a jogadora recebeu a chama das mãos do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, e da presidente da república, Dilma Rousseff. Outros muitos representantes do vôlei participaram e ainda estarão presentes no revezamento. Read More
    Institucional
  • Fora de casa Equipe viaja nesta terça para dois amistosos na Argentina

    Depois de quatro amistosos contra a Eslovênia, a seleção brasileira masculina de vôlei segue em forte preparação para os dois compromissos deste ano de 2016: a Liga Mundial e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Desta vez, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho jogará fora de casa, contra a Argentina, na próxima quinta-feira (02.06), na cidade de Jujuy, e no sábado (04.06), em Salta. A equipe brasileira viaja nesta terça-feira (31.05) para os amistosos que têm como objetivo deixar a seleção pronta para a Liga Mundial, que terá início no dia 16 de junho. Neste dia, o Brasil inicia a busca pelo décimo título na etapa carioca, onde enfrentará Irã, Argentina e Estados Unidos, na Arena Carioca 1, dentro do Parque Olímpico. Antes, porém, a expectativa pelos amistosos contra os argentinos é a melhor possível. Para o oposto Wallace, os testes serão válidos para a seleção brasileira ganhar cada vez mais entrosamento e ritmo de jogo. “Fizemos bons jogos contra a Eslovênia, na semana passada. Foi um adversário que nos impôs dificuldades interessantes para o nosso crescimento. Agora, contra a Argentina, não vai ser diferentes. Eles têm um time forte, que vai ser duro de enfrentar. São amistosos que valem muito na nossa preparação”, afirmou Wallace. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

#ingressosvolei

Vôlei na TV

Seleções

Vôlei Praia

Vôlei Quadra

Superliga B

Website Security Test