• dois torneios Cabo Frio (RJ) recebe maratona de vôlei de praia após sucesso de 2015

    Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 20.07.2016Um dos esportes mais procurados nos Jogos Olímpicos viverá uma maratona de partidas na próxima semana, em Cabo Frio (RJ). Após o sucesso de 2015, o vôlei de praia volta à cidade da Região dos Lagos com dois torneios seguidos, ambos com entrada gratuita. De terça-feira (26.07) a quinta-feira (28.07) ocorre o Circuito Banco do Brasil Sub-23. Já de sexta-feira (29.07) a domingo (31.07) será realizado o Circuito Banco do Brasil Challenger.Em 2015, a etapa do Challenger em Cabo Frio contou com arena lotada nos três dias de competição e viu Elize Maia/Duda e Léo Vieira/Luciano serem campeões. As disputas serão realizadas na arena montada na Praia do Forte, em frente à Praça das Águas. Além da entrada gratuita, o torneio terá a presença de atletas que já disputaram Jogos Olímpicos, campeões mundiais e distribuição de camisetas e brindes.Esta é a última etapa da temporada 2016 do Challenger, que já havia passado por João Pessoa (PB), Jaboatão (PE) e Aracaju (SE). O time vencedor de cada parada soma 400 pontos no ranking, além de receber uma premiação de R$ 13 mil. Ao final dos quatro paradas, as duplas que somam mais pontos são eleitas campeãs gerais da temporada.Nas duas primeiras etapas da temporada, dobradinha de Thiago/George (SC/PB), no naipe masculino, e títulos para Neide/Rebecca (AL/CE) em João Pessoa (PB), e para Andrezza/Vivian (AM/PA) em Jaboatão (PE). Já em Aracaju (SE), ouro para Léo Gomes/Ferramenta (RJ) e novamente para Andrezza/Vivian.Sistema de disputaO sistema de disputa da competição funciona da seguinte forma. As 10 melhores duplas do ranking de entradas entram direto na fase de grupos, assim como outros dois times convidados. Outros quatro times garantem presença no torneio através da disputa do qualificatório, no primeiro dia (sexta-feira), em partidas eliminatórias diretas.Os 16 times finais são divididos em quatro grupos de quatro equipes e duelam pela primeira fase, no segundo dia de competições (sábado). Os primeiros de cada chave avançam direto às quartas de final, enquanto os segundos e terceiros disputam a repescagem (oitavas de final). O terceiro e último dia (domingo) tem a disputa das semifinais, bronze e finais.Circuito Sub-23O sistema de disputa do Circuito Sub-23 é diferente do Challenger. Ao todo são 12 duplas divididas em três grupos de quatro duelando na primeira fase. Avançam os primeiros e segundos colocados de cada grupo, além dos dois melhores terceiros colocados. Depois ocorre a disputa das quartas de final, e em seguida semifinais, bronze e finais dos dois gêneros.O Circuito Sub-23 é composto por seis etapas, e, além dos campeões de cada parada, existe um campeão geral da temporada, somando os pontos de todos os eventos. Ao contrário do Sub-19 e do Sub-21, em que as duplas precisam ser da mesma federação, no Sub-23 elas podem estar registradas em estados diferentes. A categoria também possui premiação em dinheiro, com os campeões de cada naipe recebendo R$ 3,7 mil.ImprensaOs veículos de imprensa interessados em realizar a cobertura do Circuito Challenger devem enviar nome, função e RG dos colaboradores ao e-mail [email protected]'. O assessor de imprensa Renan Rodrigues (21 99290-4767) estará em Cabo Frio para realizar o credenciamento e auxiliar os jornalistas.O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Circuito Challenger
  • Major de Klagenfurt Áustria volta ao tour em última parada antes dos Jogos Olímpicos

    Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 25.07.2016 A última parada do Circuito Mundial 2016 antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro acontece nesta semana, de terça-feira (26.07) a domingo (31.07). O Major Series de Klagenfurt, na Áustria, volta ao calendário internacional após um ano ausente e contará com duplas brasileiras na disputa. O Brasil é o maior vencedor na Áustria. Ao todo são 10 duplas brasileiras inscritas, sendo quatro no torneio feminino e outras seis no torneio masculino. Partem da fase de grupos, pela posição no ranking de entradas, as duplas Juliana/Taiana (CE), Lili/Maria Elisa (ES/PE) e Elize Maia/Ângela (ES/DF). Elas jogam a partir de quarta-feira (27.07). Já Fernanda Berti e Josi (RJ/SC) partem do qualificatório em busca da vaga na fase de grupos, entrando em quadra a partir de terça-feira (26.07). Já no torneio masculino, três times começam da fase de grupos, a partir de quinta-feira: Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB), Guto/Saymon (RJ/MS) e Ricardo/André (BA/ES). Outras três duplas disputam entre si o country quota: Arthur Lanci/Daniel Lazzari (PR/SC), Márcio Gaudie/Vinícius (RJ) e Oscar/Thiago (RJ/SC). A dupla vencedora deste triangular disputará o qualificatório, em busca de uma vaga na fase de grupos. As duplas que representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro não participarão desta etapa, já que estão concentradas em treinamento para a competição no Brasil. A fase principal do torneio em Klagenfurt contará com 32 times (em cada naipe) divididos em oito grupos de quatro duplas. Elas jogam entre si com os primeiros colocados indo direto às oitavas de final (Round 2). Segundos e terceiros de cada chave disputam uma rodada eliminatória a mais, a repescagem (Round 1). Este é o 18º ano que a cidade de Klagenfurt recebe uma etapa, tendo sediado 17 eventos no naipe masculino e 13 no naipe feminino. As duplas brasileiras lideram o quadro de medalha em ambos os naipes. São 25 no naipe masculino, sendo 10 de ouro, e outras 18 medalhas no feminino, cinco delas de ouro. A cidade de Klagenfurt é a sexta maior do país, com uma população 90 mil. O torneio é realizado às margens do lago Wörthersee, usado como balneário de verão. A cidade é cercada por várias colinas cobertas de floresta e montanhas. A etapa de Klagenfurt dará 57 mil dólares às duplas campeãs, distribuindo 800 mil dólares em premiações no total. Os campeões somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial. Após a parada na Áustria, o tour mundial terá um intervalo para os Jogos Olímpicos, voltando no dia 23 de agosto, com o Grand Slam de Long Beach. TODOS OS CAMPEÕES NA ÁUSTRIA: MASCULINA1. Klagenfurt 1997 Emanuel/Zé Marco (BRA)2. Klagenfurt 1998 Loiola/Emanuel (BRA)3. Klagenfurt 1999 Loiola/Emanuel Rego (BRA)4. Klagenfurt 2000 Loiola/Emanuel (BRA)5. Klagenfurt 2001* Mariano Baracetti/Martin Conde (ARG)6. Klagenfurt 2002 Loiola/Ricardo (BRA)7. Klagenfurt 2003 Márcio Araújo/Benjamin (BRA)8. Klagenfurt 2004 Emanuel/Ricardo (BRA)9. Klagenfurt 2005 Dieckmann/Scheuerpflug (ALE)10. Klagenfurt 2006 Dalhausser/Todd Rogers (EUA)11. Klagenfurt 2007 Emanuel/Ricardo (BRA)12. Klagenfurt 2008 Dmitri Barsouk/Igor Kolodinsky (RUS)13. Klagenfurt 2009 Dalhausser/Rogers (EUA)14. Klagenfurt 2010 Dalhausser/Rogers (EUA)15. Klagenfurt 2011 Pedro Cunha/Ricardo (BRA)16. Klagenfurt 2012 Nummerdor/Schuil (HOL)17. Klagenfurt 2014 Alison/Bruno Schmidt (BRA) FEMININO1. Klagenfurt 2001* Adriana Behar/Shelda (BRA)2. Klagenfurt 2002 Misty May-Treanor/Kerri Walsh (EUA)3. Klagenfurt 2003 May-Treanor/Walsh (EUA)4. Klagenfurt 2004 Walsh/Rachel Wacholder (EUA)5. Klagenfurt 2005 May-Treanor/Walsh (EUA)6. Klagenfurt 2006 Wang Jie/Tian Jia (CHN)7. Klagenfurt 2007 May-Treanor/Walsh (EUA)8. Klagenfurt 2008 Shelda/Ana Paula (BRA)9. Klagenfurt 2009 Juliana/Larissa (BRA)10. Klagenfurt 2010 Juliana/Larissa (BRA)11. Klagenfurt 2011 May-Treanor/Walsh (EUA)12. Klagenfurt 2012 Ekaterina Khomyakova/Evgeniya Ukolova (RUS)13. Klagenfurt 2014 Larissa/Talita (BRA) * Campeonato Mundial O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Circuito Mundial
  • Aviso de Pauta CBV convida para comemoração de 20 anos de ouro e prata olímpicos do vôlei de praia

    Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 25.07.2016 A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) convida a imprensa para almoço comemorativo dos 20 anos do ouro e prata do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Atlanta. O evento com a presença de Jackie/Sandra Pires e Adriana Samuel/Mônica Rodrigues ocorre nesta quarta-feira (27.07), no hotel Grand Mercure Riocentro, a partir das 12h30. Os veículos interessados na cobertura do evento devem enviar confirmação de presença de no máximo uma equipe com nome e função para o e-mail ‘[email protected]’ até 14h desta terça-feira (26.07). A CBV irá disponibilizar fotos de divulgação do almoço para a imprensa. As campeãs olímpicas Jackie Silva e Sandra Pires, e as medalhistas de prata Adriana Samuel e Mônica Rodrigues receberão uma placa comemorativa da CBV durante o evento. As comissões técnicas também serão homenageadas. A dobradinha do vôlei de praia em Atlanta garantiu as primeiras medalhas das mulheres brasileiras nos Jogos Olímpicos. O restaurante Í Bistrô fica na cobertura do hotel Grand Mercure, na Av. Salvador Allende 6555, Barra da Tijuca, no Riocentro, próximo à Vila Olímpica. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Institucional
  • mudança Partidas nos Jogos Olímpicos serão disputadas sem tempos técnicos

    A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) confirmou na última quinta-feira (21.06) que as 76 partidas de voleibol dos Jogos Olímpicos do Rio serão disputadas sem tempos técnicos. O objetivo da mudança é adequar a duração dos confrontos ao cronograma dos Jogos Olímpicos e garantir a melhor experiência possível para os fãs. Depois de consultar as equipes participantes em ambos os naipes para a competição de voleibol no Rio de Janeiro, a FIVB decidiu que os tempos técnicos não acontecerão nos Jogos Olímpicos do Rio. No entanto, os treinadores ainda têm a possibilidade de pedir dois tempos de 30 segundos em cada set. Atual bicampeã, a seleção feminina comandada pelo treinador José Roberto Guimarães estreará nos Jogos Olímpicos contra Camarões às 15h do dia 6 de agosto. Na sequência, o time verde e amarelo, cabeça de chave do Grupo A, duelará com Argentina, Japão, Coréia do Sul e Rússia. A seleção masculina terá como primeiro adversário na busca por uma medalha na competição mais importante do calendário esportivo o México, no dia 7 de agosto, às 11h35. Depois da estreia contra os mexicanos, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho enfrentará Canadá, Estados Unidos, Itália e França - todos integrantes do Grupo A. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Seleções
  • Superliga CBV apresenta planejamento de transmissão e naming rights aos clubes

    Da redação no Rio de Janeiro (RJ) - 19.07.2016 A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) apresentou nesta terça-feira (19.07) o planejamento de marketing da Superliga 2016/2017 aos 24 clubes participantes. A entidade recebeu em sua sede, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, representantes das 12 equipes de cada naipe para anunciar projetos comerciais. Entre as principais novidades estão a negociações pelos naming rights do torneio e a ideia de elevar o número de transmissões. O encontro também serviu para que os clubes tirassem dúvidas a respeito da exposição de marcas nos jogos. A CBV segue custeando passagem, hospedagem, alimentação, taxas de arbitragem, além de oferecer propriedades publicitárias aos clubes participantes da Superliga. Durante a reunião também foi apresentado o planejamento de transmissão da Superliga, permitindo que clubes exponham a marca de seus patrocinadores. A CBV negocia para elevar números dos jogos, tanto ao vivo quanto em VT. Outra novidade foi a apresentação da empresa CSM, que realiza uma pesquisa com clubes, atletas e profissionais do voleibol para realização de um plano estratégico para os próximos quatro anos. No mês passado a entidade lançou o programa ‘Eu Sou do Vôlei’, que visa fidelizar e conhecer as preferências dos fãs do esporte, oferecendo conteúdo exclusivo e promoções. A lista completa da Superliga masculina 2015/2016 conta com: Sada Cruzeiro (MG), Vôlei Brasil Kirin (SP), Funvic Taubaté (SP), Sesi-SP, Minas Tênis Clube (MG), Bento Vôlei/Isabela (RS), Montes Claros Vôlei (MG), Lebes/Gedore/Canoas (RS), Caramuru/Castro (PR), JF Vôlei (MG), Maringá (PR) e São Bernardo Vôlei (SP). Na Superliga feminina 2016/2017 estarão Rexona-SESC (RJ), Dentil/Praia Clube (MG), Camponesa/Minas (MG), Vôlei/Nestlé (SP), Sesi-SP, Rio do Sul/Equibrasil (SC), Pinheiros/Klar (SP), Terracap/Brasília Vôlei (DF), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Concilig Vôlei Bauru (SP), Araraquara (SP) e Fluminense (RJ). O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Institucional
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Vôlei na TV

Grandprix

Liga Mundial

Vôlei Praia

Vôlei Quadra