PARABÉNS À SELEÇÃO MASCULINA E A ALISON/BRUNO PELO BRILHANTE OURO E A ÁGATHA/BÁRBARA PELA PRATA
  • campanha perfeita Pedro e Evandro vencem donos da casa e levam o ouro em Long Beach

    No Rio de Janeiro (RJ) - 28.08.2016O Brasil encerrou de ótima maneira a temporada 2016 do Circuito Mundial, com sua décima medalha de ouro. Pedro Solberg e Evandro (RJ) tiveram atuação sólida e venceram os norte-americanos Dalhausser e Lucena na final do Grand Slam de Long Beach, na noite deste domingo, na casa dos adversários. Foi o segundo ouro para o time carioca no ano.Pedro e Evandro, que ficaram no nono lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, fizeram um torneio exuberante em Long Beach, com sete vitórias em sete jogos e apenas três sets perdidos. A dupla, unida desde o final de 2014, soma agora oito medalhas no Circuito Mundial, sendo três de ouro, três de prata e duas de bronze.Feliz pelo título, Pedro comentou o ouro no estado onde o vôlei de praia foi criado, onde viu muitos de seus ídolos, como o capixaba Loiola, brilharem."É um sentimento incrível (vencer no berço do vôlei de praia), um sonho tornando-se realidade. Todos os meus ídolos brasileiros começaram aqui, é uma vitória muito boa e estou muito feliz por vencer nos Estados Unidos", declarou Pedro após o ouro."É um torneio muito charmoso, jogar e conquistar essa medalha de ouro é importante para Pedro e eu darmos continuidade ao nosso procedimento, nossos projetos", completou Evandro.Com o ouro de Pedro/Evandro, o Brasil encerra a temporada 2016 do Circuito Mundial com 24 medalhas nos dois naipes. Foram dez de ouro, nove de prata e cinco de bronze nos 18 eventos realizados (veja abaixo). Agora ocorre o World Tour Finals, no Canadá, com os oito melhores times da temporada em cada naipe, além de dois convites. O torneio será de 13 a 18 de setembro.A vitória em um Grand Slam rende 800 pontos ao time campeão, além de uma premiação de 57 mil dólares. Long Beach é o segundo torneio da temporada 2016 do Circuito Mundial disputado nos Estados Unidos. O país também recebeu o Open de Cincinnati, em maio. Até hoje, 15 etapas do Circuito Mundial (nos dois naipes) foram disputadas nos Estados Unidos. O Brasil soma, com o ouro deste domingo, 21 medalhas no feminino e 16 entre os homens.O JogoOs norte-americanos começaram bem, abrindo 4 a 2 em ace de Lucena. Dalhausser também começou a se destacar no bloqueio e a equipe dos EUA anotou 10 a 7. Um ace de Evandro e uma diagonal muito potente de Pedro, porém, recolocaram o Brasil no jogo, empatando o jogo em 10 a 10. No tempo técnico, os donos da casa venciam por um ponto de vantagem.Uma falta no saque de Evandro, um ace de Lucena e um ataque para fora do Brasil fizeram os EUA abrirem 14 a 11 no set. Pedro Solberg cresceu no momento de dificuldade da dupla, fez boas defesas e virou bolas importantes, encostando no placar. Em erro de ataque de Lucena, os brasileiros deixaram igual: 17 a 17. Dois bloqueios seguidos de Evandro viraram a vantagem para o Brasil, que liderava por 19 a 17, forçando pedido de tempo dos rivais. Virando suas bolas, Pedro e Evandro fecharam o set por 21 a 19.Evandro começou inspiradíssimo no segundo set. Anotou seguidamente um ponto de ace e outro de bloqueio, anotando 5 a 3 para os brasileiros. Os EUA empataram rapidamente, após ace de Dalhausser, mas os brasileiros retomaram a vantagem em erro de ataque de Dalhausser e bloqueio de Evandro sobre Lucena: 10 a 8 no placar. Os norte-americanos não desistiram, se aproveitaram de erros brasileiros e viraram para 13 a 12. Dalhausser, no bloqueio, abriu dois pontos importantes, fazendo 18 a 16. Em ataque de Dalhausser na diagonal, que ainda chegou a tocar na fita, os norte-americanos fecharam o segundo set por 21 a 17, levando o jogo para o tie-break.Os times começaram o set de desempate trocando pontos e com o Brasil vencendo um ralli eletrizante com grande defesa de Lucena. Na jogada seguinte, em contra-ataque de Evandro, os brasileiros abriram 5 a 3. A vantagem subiu para três pontos em toque de Lucena na rede. Na jogada seguinte, bloqueio de Evandro sobre Lucena, vantagem de quatro pontos e pedido de tempo dos EUA. Os brasileiros mantiveram a pressão, forçando o saque e mantendo regularidade no ataque. Sem sustos, anotaram 14 a 9, com quatro pontos do jogo. Em toque na rede de Dalhausser, fecharam o tie em 15 a 9 e o jogo em 2 sets a 1.BRASIL NO CIRCUITO MUNDIAL 2016Open de MaceióDuda/Elize Maia - ouroPedro Solberg/Evandro - prataÁgatha/Bárbara Seixas - bronzeGuto/Saymon - bronzeGrand Slam do Rio de JaneiroPedro Solberg/Evandro - prataOpen de VitóriaAlison/Bruno Schmidt - ouroLarissa/Talita - ouroOpen de FortalezaDuda/Elize Maia - ouroOscar/André Stein - ouroJuliana/Taiana - prataLili/Rebecca - bronzeOpen de CincinnatiGuto/Saymon - ouroGrand Slam de MoscouAlison/Bruno Schmidt - prataLarissa/Talita - prataMajor Series de HamburgoÁgatha/Bárbara Seixas - prataLarissa/Talita - bronzeGrand Slam de OlsztynLarissa/Talita - prataAlison/Bruno Schmidt - prataGuto/Saymon - bronzeMajor Series de PorecAlison/Bruno Schmidt - ouroMajor Series de GstaadLarissa/Talita - ouroPedro Solberg/Evandro - ouroMajor Series de KlagenfurtGuto/Saymon - prataGrand Slam de Long BeachPedro Solberg/Evandro - ouroO Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro. Read More
    Circuito Mundial
  • Preparação Brasil e Argentina finalizam série de amistosos com vantagem para os visitantes

    Na terceira partida de série de três amistosos contra a Argentina, a seleção masculina Sub-19 do Brasil foi superada novamente no tiebreak pelos visitantes (25/21, 23/25, 15/25, 28/26 e 13/15), no ginásio do Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). As partidas servem de preparação para o Sul-Americano da categoria que acontece no final de setembro, em Lima (PER). Os argentinos terminaram a série em vantagem ao vencer duas partidas, enquanto os anfitriões levaram a melhor apenas na estreia. Além das duas equipes que se enfrentam nesta semana, o CDV ainda abriga as atividades das seleções Sub-20 feminina e Sub-21 masculinas do Brasil que também se preparam paras os Sul-Americanos respectivos. DESAFIO INTERNACIONAL SUB-19 BRASIL X ARGENTINA 25.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3x2 Argentina (25/23, 18/25, 24/26, 25/20 e 15/11) 26.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 2x3 Argentina (22/25, 22/25, 25/20, 25/20 e 16/18) 27.08 (SÁBADO) -  Brasil 2x3 Argentina (25/21, 23/25, 15/25, 28/26 e 13/15) O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • DESAFIO DE OURO Moderno estádio de futebol recebe jogo comemorativo do tricampeonato olímpico

    O Estádio Atlético Paranaense receberá o primeiro jogo comemorativo ao tricampeonato olímpico da seleção masculina de vôlei, pelo Desafio de Ouro, no próximo sábado (03.09), às 16h. O evento festivo reunirá a seleção campeã dos Jogos Rio 2016 e a equipe de Portugal para uma partida no centro do campo do primeiro estádio da América Latina e do Hemisfério Sul (construído para o futebol) a possuir a tecnologia retrátil em seu teto, o que permite a realização de eventos independentemente das condições climáticas. A capacidade do Estádio Atlético Paranaense é de 43 mil pessoas em jogos de futebol e para o Desafio de Ouro estão sendo utilizados 42 mil lugares. Foi reformado e ampliado de acordo com as normas da FIFA para quatro jogos da primeira fase da Copa do Mundo de 2014: Irã 0x0 Nigéria, Honduras 1×2 Equador, Austrália 0x3 Espanha e Argélia 1×1 Rússia. VEJA COMO COMPRAR SEU INGRESSO PARA O DESAFIO DE OURO EM http://2016.cbv.com.br/desafio-de-ouro-2016.html O estádio proporciona total conforto e segurança aos frequentadores. Dentre os itens, estão a cobertura total de todas as cadeiras, infraestrutura de última geração, espaços de imprensa, estacionamento coberto, Setor VIP e camarotes, amplos vestiários para atender aos protagonistas do espetáculo, além de acessibilidade para pessoas com necessidades específicas. Está localizado no bairro Água Verde, próximo ao centro expandido de Curitiba. Suas imediações são atendidas por transporte público e estacionamentos coletivos, com entorno contendo a maior concentração hoteleira da cidade, além da facilidade de acesso às vias rodoviárias, ao aeroporto Internacional Afonso Pena (18 km) e a Rodoferroviária (3 km). O estádio está situado a 300 metros do eixo trinário da Avenida Sete de Setembro, Eixo-Norte-Sul da Rede Integrada de Transporte da cidade, com alta capacidade de atendimento às necessidades de transporte dos grandes eventos. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • Contra os EUA Pedro e Evandro vão à final do Grand Slam de Long Beach

    No Rio de Janeiro (RJ) - 27.08.2016 O Brasil está novamente na final do Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos. Atual campeão do torneio, o país agora terá Pedro Solberg e Evandro (RJ) na disputa da medalha de ouro. Os cariocas venceram seus duelos pelas quartas e semifinais neste sábado (27.08) e encaram os norte-americanos Dalhausser e Lucena na decisão, neste domingo (28.08). A final acontece às 19h35 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV. Será o terceiro encontro entre as duplas, com uma vitória para cada lado. Pedro e Evandro somam duas medalhas de ouro em etapas internacionais, e buscam o segundo título em 2016, após vencerem o Major Series de Gstaad (Suíça) em julho. Para avançar à final, Pedro e Evandro superaram os letões Samoilovs e Smedins na semifinal da competição, vencendo de virada, por 2 sets a 1 (21/14, 14/21, 11/15), em 51 minutos de jogo. Antes, nas quartas de final, ainda neste sábado, tinham superado os mexicanos Juan Virgen e Lombardo Ontiveros por 2 sets a 0 (21/17, 21/15), em 35 minutos de jogo. Foi a segunda vitória em poucas semanas dos cariocas sobre os letões. As duas duplas estavam no mesmo grupo durante os Jogos Olímpicos, com triunfo dos brasileiros, que eliminaram os europeus da competição. Do outro lado da chave, Dalhausser e Lucena avançaram com triunfo sobre os italianos Alex Ranghieri e Marco Caminati. A vitória em um Grand Slam rende 800 pontos ao time campeão, além de uma premiação de 57 mil dólares. Long Beach é o segundo torneio da temporada 2016 do Circuito Mundial disputado nos Estados Unidos. O país também recebeu o Open de Cincinnati, em maio. Até hoje, 15 etapas do Circuito Mundial (nos dois naipes) foram disputadas nos Estados Unidos. O Brasil soma 21 medalhas no feminino e 15 entre os homens. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Circuito Mundial
  • Sul-Americano Sub-18 Brasil garante vaga na final e a classificação para o mundial em 2017

    A seleção brasileira feminina Sub-18 conseguiu a quarta vitória consecutiva no XX Sul-Americano da categoria, e avançou à final do torneio que acontece em Lima (PER). Neste sábado (27.08), pela semifinal, as meninas do Brasil levaram a melhor sobre a Argentina por 3 sets a 0 (25/18, 25/16 e 25/18), em 1h34 de jogo no ginásio Manuel Bonilla. O bloqueio brasileiro foi fundamental no triunfo com 12 pontos neste fundamento contra apenas dois das adversárias. As ponteiras Julia Bergmann e Mariana Bambrilla se destacaram e, com 15 acertos cada uma, foram as maiores pontuadoras do confronto. O treinador do time verde e amarelo comemorou o bom resultado. “Fizemos uma grande partida, jogamos com muita garra. Agora precisamos descansar para fazermos uma grande final. Vamos entregar a vida pelo título”, contou Maurício Thomas. Com a chegada à final, o Brasil garantiu vaga no mundial da categoria em 2017, que acontecerá na Argentina. O time brasileiro também busca o décimo sexto título e a manutenção da hegemonia continental. A grande decisão acontece neste domingo (28.08), às 21h05, contra o vencedor do confronto entre Peru e Colômbia. O site da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), transmite ao vivo pelo link www.voleysur.org . SUL-AMERICANO SUB-18 FEMININO PRIMEIRA FASE 24.08 (QUARTA-FEIRA) – BRASIL 3x0 Bolívia (25/9, 25/12 e 25/12) 25.08 (QUINTA-FEIRA) – BRASIL 3x0 Chile (25/12, 25/14 e 25/9) 26.08 (SEXTA-FEIRA) – BRASIL 3x1 Colômbia (25/15, 21/25, 25/22 e 25/18) SEMIFINAL 27.08 (SÁBADO) – BRASIL 3x0 Argentina (25/18, 25/16 e 25/18) O Banco do Brasil e o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Vôlei na TV

Rio 2016 Praia

Rio 2016 Quadra

Vôlei Praia

Vôlei Quadra