• Circuito Sub-21 Títulos para Rio de Janeiro e Paraná na etapa de Saquarema

    No Rio de Janeiro (RJ) - 14.02.2016 Duplas representando Rio de Janeiro e Paraná largaram na frente com medalhas de ouro na disputa da primeira etapa do Circuito Banco do Brasil Sub-21, em Saquarema (RJ). No feminino, ouro para Vitoria/Giovanna (RJ), enquanto Juliano e Adrielson (PR) ficaram com o primeiro lugar no masculino. A próxima etapa ocorre de 1 a 4 de setembro, no Rio de Janeiro. A final feminina confirmou o que se esperava, muito volume de jogo e equilíbrio entre as duplas. No fim, vitória por 2 sets a 1 (21/18, 16/21, 15/13) de Vitoria/Giovanna (RJ) sobre Victoria/Thais (MS), que ficaram com a prata. Na disputa da medalha de bronze, Verena e Talita (CE) superaram Milena/Kyce (RN) por 2 sets 0 (23/21, 21/18) e completaram o pódio. No torneio masculino, outra expectativa de jogaço, com os paraibanos George (campeão mundial Sub-19) e Pedro Henrique enfrentando os paranaenses Juliano/Adrielson. Quem dominou, porém, foi o time do sul do país, que superou o time da Paraíba por 2 sets a 0 (21/17, 21/12). Na disputa do bronze, Gabriel Gouveia, filho do campeão olímpico Carlão, e Igor Borges garantiram o bronze para o Rio de Janeiro ao vencerem Mateus Sampaio e Vitor Micael por 2 sets a 0 (21/16, 21/19). Assim como ocorre no circuito Sub-19, o Sub-21 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas da mesma federação. Ele mantém o formato das últimas duas temporadas, com cada estado indicando suas delegações nos dois gêneros em busca do título. Além dos atletas, que podem ser alterados a cada etapa, as federações elegem um técnico. Os pontos obtidos vãos para o estado e o campeão geral é determinado ao final das cinco etapas. O atual modelo foi implementado em 2013 com o objetivo de identificar novos talentos nas areias, num trabalho de renovação. E, a partir daí, analisar quais são os polos que precisam receber um incentivo maior para se desenvolverem e serem trabalhados de forma mais direcionada. Na temporada de estreia, os títulos ficaram com os estados do Paraná (masculino) e Sergipe (feminino), que repetiram a dose em 2014 e 2015. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Praia
  • Com 42 pontos Sada Cruzeiro vence rival mineiro e reassume a liderança

    A liderança na Superliga masculina de vôlei 2015/2016 foi perdida por apenas algumas horas. Depois de vencer o Sesi-SP, na tarde deste sábado (13.02), o Funvic/Taubaté (SP) assumiu a primeira colocação da tabela, com 40 pontos, mas, o atual campeão, Sada Cruzeiro (MG) também conseguiu o resultado positivo nesta sexta rodada do returno, e voltou ao primeiro lugar, com 42. O time mineiro derrotou o tradicional rival, Minas Tênis Clube (MG), por 3 sets a 0 (25/15, 25/23 e 26/24), em 1h35 de jogo na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG).Dois jogadores do time cruzeirense brilharam e ajudaram na vitória. O levantador William foi eleito o melhor jogador em quadra e recebeu o Troféu VivaVôlei, e o oposto Wallace, maior pontuador do jogo, com 20 acertos. Após a partida, Wallace comemorou o resultado conquistado nesta noite. “Entramos para ganhar como sempre, independentemente de precisarmos ou não da vitória para distanciar na tabela. Sabíamos das dificuldades de jogar contra o Minas na casa deles, mas o nosso time foi bem regular. Vacilamos em alguns momentos, desperdiçando contra-ataques, mas a equipe foi bem. A nossa torcida compareceu e ajudou bastante também”, destacou Walace.Em outro jogo da rodada, o Bento Vôlei /Isabela (RS) foi à casa do adversário e venceu o adversário gaúcho, Lebes/Gedore/Canoas (RS) por 3 a 0, com parciais de 25/21, 27/25 e 25/20. O ponteiro do Bento, Bruno Temponi, teve boa atuação e, depois de 2h03 de confronto, foi escolhido pela comissão técnica como o melhor jogador da partida, sendo premiado com o Troféu VivaVôlei. Seu companheiro de time, o oposto Rivaldo, foi o maior pontuador do duelo, com 17 acertos.O Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) recebeu o Voleisul/Paquetá Esportes (RS) neste sábado e conseguiu boa vitória diante de seus torcedores por 3 sets a 1 (25/20, 15/25, 25/19 e 25/21), em 2h03 de partida. O oposto Luan teve grande atuação e recebeu o Troféu VivaVôlei após ser eleito o melhor em quadra.O Montes Claros Vôlei (MG) precisou de cinco sets, mas venceu o JF Vôlei (MG) por 3 sets a 2, com parciais de 25/20, 25/33, 24/26, 21/25 e 15/10. Depois de um jogo longo, de 2h58 de duração, o ponteiro do time vencedor, Cadu, foi premiado com o Troféu VivaVôlei de melhor jogador em quadra. E, mesmo com o resultado negativo do seu time, Djlama foi o maior pontuador do jogo, com 32 acertos.GALERIA DE FOTOS – Minas Tênis Clube x Sada Cruzeirohttp://superliga.cbv.com.br/imprensa-superliga/galeria-de-fotos/item/3886-belo-horizonte-mg-13-02-16-minas-tenis-clube-x-sada-cruzeiroSUPERLIGA MASCULINA 15/16SEXTA RODADA DO RETURNO13.02 (SÁBADO) – Sesi-SP 2 x 3 Funvic/Taubaté, às 11h30, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (25/20, 25/27, 22/25, 27/25 e 11/15)13.02 (SÁBADO) – Brasil Kirin (SP) 3 x 1 São José Vôlei (SP), às 14h45, no Taquaral, em Campinas (SP) (25/17, 23/25, 25/19 e 25/23) 13.02 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) 2 x 3 Montes Claros Vôlei (MG), às 18h, na UFJF, em Juiz de Fora (MG) (20/25, 33/35, 26/24, 25/21 e 10/15)13.02 (SÁBADO) – Lebes/Gedore/Canoas (RS) 0 x 3 Bento Vôlei/Isabela (RS), às 18h, no La Salle, em Canoas (RS) (21/25, 25/27 e 20/25)13.02 (SÁBADO) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) 3 x 1 Voleisul/Paquetá Esportes (RS), às 18h, no Chico Neto, em Maringá (PR) (25/20, 15/25, 25/19 e 25/21)13.02 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) 0 x 3 Sada Cruzeiro (MG), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (15/25, 23/25 e 24/26)O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Superliga
  • Em Campinas Brasil Kirin vence o São José Vôlei com apoio da torcida

    Superliga
  • Com 51 pontos Rexona-AdeS vence o Dentil/Praia Clube e dispara na liderança

    Dentil/Praia Clube (MG) e Rexona-AdeS (RJ) protagonizaram a final da Copa Banco do Brasil há 13 dias e voltaram a se enfrentar na noite desta sexta-feira (12.02), pela oitava rodada do returno da Superliga feminina de vôlei 15/16. Diferente do jogo anterior, quando o time carioca venceu por 3 sets a 0, desta vez houve um equilíbrio maior, mas a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho conquistou novamente o resultado positivo: 3 a 1 (28/26, 24/26, 25/14 e 25/20), em 2h19 de partida disputada no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG).A ponteira Natália foi a jogadora mais votada no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e recebeu o Troféu VivaVôlei, de melhor jogadora da partida. Já premiada, a atacante falou sobre o importante resultado positivo do seu time, especialmente depois de ter ficado de fora da partida passada, contra o Pinheiros/Klar (SP).“Tive uma dor muscular e essas dores são perigosas. Então, fui poupada no jogo contra o Pinheiros e, depois, tivemos uns dias de folga no Carnaval. Deu para descansar para voltar bem para esse jogo contra o Praia. O nosso time ainda tem o que melhorar, não podemos vacilar em alguns momentos e temos que trabalhar muito para melhorar porque daqui para frente só vai ficar ainda mais difícil. De qualquer forma, os três pontos foram importantes e todo o grupo esta de parabéns”, disse Natália.Após o primeiro resultado negativo do Dentil/Praia Clube em casa, a levantadora Claudinha lamentou a perda de paciência em alguns momentos.“Hoje fizemos um jogo melhor do que nas outras partidas em que enfrentamos o time do Rexona-AdeS, mas acho que o nosso grupo perdeu a paciência em alguns momentos. Jogar contra elas é difícil. Em algumas passagens, estamos nos perdendo mesmo com o jogo estando bom para o nosso lado. Agora temos que ter a cabeça no lugar e treinar ainda mais porque tem muita Superliga pela frente”, destacou Claudinha.Na nona rodada do returno, o Dentil/Praia Clube enfrentará o Concilig/Vôlei Bauru (SP), na casa do adversário, na próxima quarta-feira (17.02). O Rexona-AdeS volta à quadra para jogar um dia antes, na terça (16.02), contra outro time mineiro, o Camponesa/Minas (MG), também diante da torcida adversária. Essa partida terá transmissão ao vivo do canal SporTV.O JOGOA central Walewska abriu o placar do jogo no ponto de bloqueio para o Dentil/Praia Clube. O Rexona-AdeS assumiu o comando do placar com erro de saque do adversário e no bloqueio de Natália. Com Walewska inspirada, especialmente no bloqueio, o Praia fez 6/3 e forçou Bernardinho a pedir tempo. O time da casa ainda fez 9/6. No ace de Carol, o Rexona-AdeS encostou em 15/14 e, com Gabi, deixou tudo igual. Na sequência, com bons saques de Malu, a equipe da casa fez 18/15. Na bola de segunda de Claudinha, o Dentil/Praia Clube fez 20/17. No erro do adversário, o Rexona-AdeS chegou ao empate em 20 pontos. Foi a vez de Picinin pedir tempo. A reta final do set foi bem disputada. As equipes estiveram empatadas em 22/22.Assim como no primeiro set, o Dentil/Praia Clube saiu na frente e fez 5/2. O Rexona-AdeS diminuiu a vantagem do adversário e encostou em 6/5. No ace de Monique, a equipe carioca deixou tudo igual em Uberlândia: 7/7. Contando com erros do time da casa, o time dirigido pelo técnico Bernardinho fez 12/10. Em boa passagem de Ju Carrijo pelo saque, o Dentil/Praia Clube assumiu o comando do placar (19/17). No bloqueio de Natasha, o time da casa fez 21/18. O time do Rio de Janeiro não desistiu do jogo e, com bloqueio de Carol, empatou em 22/22. No final, com Walewska, o Dentil/Praia Clube fechou em 26/24.O Rexona-AdeS começou melhor no terceiro set e abriu 5/1. Neste momento, o técnico da casa pediu tempo. O time visitante seguiu melhor e colocou cinco pontos de vantagem em 9/4. O Dentil/Praia Clube melhorou e buscou o jogo, se aproximando no placar em 9/7. Quando a diferença voltou a aumentar a favor do time do Rio de Janeiro (13/8), Picinin pediu tempo. O placar ainda foi a 16/8 para o Rexona-AdeS. Diferente das parciais anteriores, o Rexona-AdeS teve tranquilidade para chegar a 23/14 e, depois, fechar em 25/14.O quarto set teve um início mais equilibrado, com o Dentil/Praia Clube em vantagem de apenas um ponto (4/3). O Rexona-AdeS, então, passou a pontuar mais e abriu vantagem de 8/5. Após boa reação do adversário, que reduziu a desvantagem para 10/8, o time carioca pediu tempo. Mas, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho voltou a pontuar e, com Juciely, fez 18/15. O set voltou a ficar equilibrado em 19/17. O Rexona-AdeS, então, abriu bem em 23/18. E, no final, a equipe carioca venceu por 25/20.EQUIPESDENTIL/PRAIA CLUBE – Claudinha, Malu, Natasha, Walewska, Michelle e Alix. Líbero – Tássia Entraram – Pri Daroit, Ju Carrijo, EdneiaTécnico: Ricardo PicininREXONA-ADES – Court, Monique, Juciely, Carol, Gabi e Natália. Líbero – FabiEntraram – Lorenne, Roberta, DrussylaTécnico: BernardinhoOutros resultados da rodadaO Terracap/Brasília Vôlei (DF) jogou em casa, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF), e venceu o São Bernardo Vôlei (SP) por 3 sets a 0, com parciais de 25/11, 25/16 e 25/18, em 1h25 de partida. A líbero Sassá foi um dos destaques e, eleita a melhor em quadra, recebeu o Troféu VivaVôlei. Sua companheira de equipe, a central Roberta, foi quem mais pontuou em quadra, com 14 pontos.O Pinheiros/Klar (SP) recebeu o Concilig/Vôlei Bauru (SP) e conseguiu boa vitória por 3 sets a 1 (25/21, 21/25, 25/21 e 25/20), em 2h06. Com boa atuação, a levantadora Ananda recebeu o Troféu VivaVôlei e sua companheira de time, Paula, foi a maior pontuadora em quadra, com 33 acertos.Depois de muito equilíbrio, o Renata Valinhos/Country (SP) recebeu o Sesi-SP e conseguiu bom resultado, no tie break, com parciais de 25/20, 17/25, 26/24, 22/25 e 15/12. Depois de 2h30 de partida, Mariele Camargo se destacou e foi premiada com o Troféu VivaVôlei. Apesar da derrota do seu time, a ponteira Ellen foi a maior pontuadora do jogo, com 25 acertos.O Rio do Sul/Equibrasil (SC) jogou fora de casa e, no ABC Paulista, conseguiu boa vitória sobre o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) por 3 sets a 2 (25/20, 21/25, 21/25, 25/21 e 15/12), em 2h33 de confronto. A central Camila Paracatu ganhou o Troféu VivaVôlei, de melhor jogadora da partida. Mesmo com o resultado negativo do São Caetano, a oposto Lia foi quem mais pontuou no jogo, com 21 acertos.Em Belo Horizonte, o Camponesa/Minas (MG) conseguiu importante vitória nesta noite sobre o Vôlei Nestlé (SP). Após 2h27 de partida, o time mineiro venceu por 3 sets a 1 (26/24, 21/25, 25/20 e 25/23). Duas jogadoras do time mineiro se destacaram: Carla, dona do Troféu VivaVôlei, e Tandara, maior pontuadora do jogo, com 19 pontos.GALERIA DE FOTOS – Camponesa/Minas x Vôlei Nestléhttp://superliga.cbv.com.br/imprensa-superliga/galeria-de-fotos/item/3881-belo-horizonte-mg-12-02-16-camponesa-minas-x-volei-nestleSUPERLIGA FEMININA 15/16OITAVA RODADA DO RETURNO12.02 (SEXTA-FEIRA) – Renata Valinhos/Country (SP) 3 x 2 Sesi-SP, às 19h30, no Pedro Ezequiel da Silva, em Valinhos (SP) (25/20, 17/25, 26/24, 22/25 e 15/12)12.02 (SEXTA-FEIRA) – Camponesa/Minas 3 x 1 Vôlei Nestlé, às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (26/24, 21/25, 25/20 e 25/23)12.02 (SEXTA-FEIRA) – Pinheiros/Klar (SP) 3 x 1 Concilig/Vôlei Bauru (SP), às 19h30, no Henrique Villaboim, em São Paulo (SP) (25/21, 21/25, 25/21 e 25/20)12.02 (SEXTA-FEIRA) – São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 2 x 3 Rio do Sul/Equibrasil (SC), às 20h, no Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP) (20/25, 21/25, 21/25, 25/21 e 15/12)12.02 (SEXTA-FEIRA) – Terracap/Brasília Vôlei (DF) 3 x 0 São Bernardo Vôlei (SP), às 20h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) (25/11, 25/16 e 25/18)12.02 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 1 x 3 Rexona-AdeS (RJ), às 21h, no Praia, em Uberlândia (MG) (26/28, 26/24, 14/25 e 20/25)O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro Read More
    Superliga
  • Sul-Americano Duplas brasileiras fazem boa estreia no Chile

    A segunda parada do Circuito Sul-Americano 2016 começou nesta sexta-feira (12.02), em Coquimbo, cidade do litoral norte chileno. O Brasil está representado por quatro duplas no torneio e teve uma boa estreia com seis vitórias em sete jogos disputados pelos representantes verde e amarelos. O primeiro jogo foi uma disputa caseira no naipe masculino. O medalhista olímpico Márcio Araújo, ao lado de Luciano (CE/ES) venceram Arthur Lanci e Eduardo Davi (PR) por 2 sets a 0 (21/17 e 21/10). Na sequência do dia, o cearense e o capixaba bateram também a dupla boliviana Gemio/Canedo por 2 sets a 0 (21/8 e 21/5). Já os jovens paranaenses se redimiram com a vitória sobre os chilenos Chavez e Chacoff em dois sets (21/14 e 21/13). Entre as mulheres a parceria formada por Ângela e Rachel (RJ/DF) conseguiu dois resultados positivos. Primeiro levaram a melhor sobre as bolivianas Oropeza e Zeballos por 2 sets a 0 (21/9 e 21/7), e depois encerraram o dia com novo triunfo, desta vez sobre Badal/Izquierdo, uma dupla da casa, também por 2 sets a 0 (21/9 e 21/10). A outra parceria brasileira no naipe feminino, Beatriz e Amanda (RJ/RJ) começaram bem e bateram as paraguaias Pati e Filipo no tiebreak (21/13, 13/21 e 15/11). No entanto, a jovem dupla do Brasil foi superada na partida seguinte por Pazo/Agudo, da Venezuela, por 2 sets a 0 (21/13 e 21/11). A disputa pelo título em Coquimbo continua neste sábado (13.02) com a última rodada da fase classificatória, as quartas de final e as semifinais. No Circuito Sul-Americano o ranking é feito apenas para os países, contando apenas a pontuação da dupla de melhor resultado em cada etapa. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos para o país, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, e reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte. Read More
    Praia
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Superliga

Vôlei Quadra

Vôlei Praia

Superliga B