• resultado positivo Brasil encerra fase de classificação com vitória sobre a Turquia

    A seleção brasileira feminina de vôlei terminou a fase de classificação do Grand Prix com vitória. Neste domingo (26.06), o Brasil venceu a Turquia por 3 sets a 0 (25/14, 25/21 e 25/19), em 1h31 de jogo, no Baskent Volleyball Hall, em Ancara, na Turquia. Com o resultado, a equipe do treinador José Roberto Guimarães terminou a etapa classificatória com sete resultados positivos e dois negativos. A fase final será disputada de 6 a 10 de julho, em Bangcoc, na Tailândia, pelas cinco equipes mais bem colocadas na etapa classificatória - Estados Unidos (1º) , China (2º), Rússia (3º), Brasil (4º), Holanda (5º) – e a Tailândia, país sede. Os seis times serão divididos em dois grupos de três e jogarão entre si. As duas melhores equipes de cada grupo passarão para as semifinais. O Brasil é o maior vencedor da história da competição com 10 títulos. No duelo contra a Turquia, a ponteira Natália foi a maior pontuadora do confronto, com 14 acertos. A atacante Gabi também pontuou bem, com 10 acertos. Pelo lado da Turquia, a ponteira Baladin foi quem mais marcou, com 12. Ao final do confronto, a ponteira Natália falou da importância dos três jogos na Turquia na preparação do Brasil. “Uma vitória como essa é sempre boa para pegarmos ritmo de jogo e confiança. Sabemos que ainda temos muito o que melhorar e vamos continuar trabalhando forte em busca disso. Na fase final teremos a chance de testar nossa equipe contra seleções que vamos enfrentar nos Jogos Olímpicos”, disse Natália. O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre o momento atual da equipe brasileira. “Nessa semana visamos a classificação para a fase final e a preparação do nosso time. Na Tailândia vamos encontrar boas equipes e poderemos ver como essas seleções estão e como o nosso time vai reagir a esses confrontos. Na semana que vem seguiremos nossa preparação em Istambul e acredito que esses cinco dias de treinamento serão muito importantes”, afirmou José Roberto Guimarães. O JOGO O set começou equilibrado. Com um ace da oposta Sheilla, o Brasil fez 4/4. As brasileiras foram para o primeiro tempo técnico com um de vantagem (8/7). Se aproveitando dos erros da Turquia, o time verde e amarelo abriu dois pontos (13/11). Bem no saque e no ataque as brasileiras fizeram 16/12. Quando o placar estava 19/13 para o Brasil, o técnico turco pediu tempo. Mesmo com a paralisação, o time verde e amarelo seguiu melhor até o final e venceu o primeiro set por 25/14. A Turquia voltou melhor para o segundo set e foi para o primeiro tempo técnico com um de vantagem (8/7). Numa boa sequência de saques da central Fabiana, o Brasil virou o marcador e abriu três pontos (12/9). A Turquia cresceu de produção, mas o time do treinador José Roberto Guimarães ainda tinha a vantagem de um ponto no segundo tempo técnico (16/15). A equipe verde e amarela voltou a comandar o marcador e, com um ataque rápido da central Fabiana, fez 20/17. O Brasil segurou uma reação da Turquia e venceu o segundo set por 25/21. A terceira parcial começou equilibrada. O Brasil foi para o primeiro tempo técnico da parcial com dois de vantagem (8/6). As brasileiras sacavam com eficiência e fizeram 13/12. O time verde e amarelo seguiu na frente do marcador e foi para o segundo tempo técnico com três de vantagem (16/13). O Brasil foi melhor até o final da parcial e venceu o set por 25/19 e o jogo por 3 sets a 0. Equipes:Brasil – Dani Lins, Sheilla, Gabi, Natália, Fabiana e Adenízia. Líbero – Léia Entraram – Roberta, Tandara, Camila Brait e Jaqueline Técnico – José Roberto Guimarães Turquia – Kubra, Polen, Baladin, Aydinlar, Yurtdagülen e Fatma. Líbero – Orger e DalbelerEntraram – Kalac, Güldeniz, Durul, Arisan, Dilik e YilmazTécnico – Ferhat Akbas Galeria de fotos: http://worldgrandprix.2016.fivb.com/en/group1/schedule/6933-turkey-brazil/post#mediaGalleryJogos do Brasil no Grand Prix Rio de Janeiro (Brasil)09.06 (Quinta-feira) – Brasil 3 x 1 Itália (23/25, 25/15, 25/15 e 27/25) 10.06 (Sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Japão (25/20, 25/23 e 25/15) 12.06 (Domingo) – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/20, 25/18 e 25/18) Macau (China) 17.06 (Sexta-feira) – Brasil 2 x 3 Sérvia (25/16, 31/29, 19/25, 19/25 e 16/18) 18.05 (Sábado) – Brasil 3 x 1 Bélgica (23/25, 25/19, 25/15 e 25/18) 19.05 (Domingo) – Brasil 0 x 3 China (23/25, 16/25 e 20/25) Ancara (Turquia) 24.06 (Sexta-feira) – Brasil 3 x 1 Itália (24/26, 25/22, 25/13 e 25/22) 25.06 (Sábado) – Brasil 3 x 1 Bélgica (13/25, 25/19, 25/16 e 25/18)26.06 (Domingo) – Brasil 3 x 0 Turquia (25/14, 25/21 e 25/19) O Banco do Brasil é patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Grand Prix
  • Sub-23 Brasil vence a Argentina, conquista título Sul-Americano e vaga no Mundial

    Da redação, no Rio de Janeiro - 25.06.2016 A seleção brasileira masculina sub-23 conquistou o Campeonato Sul-Americano da categoria na madrugada deste domingo (26.06), ao superar a Argentina por 3 sets a 0 (25/21, 26/24 e 28/26) na cidade de Cartagena, na Colômbia. Com o triunfo, o Brasil garante uma vaga no Mundial Sub-23, que acontece no próximo ano. O Brasil teve uma campanha perfeita ao longo do torneio, com quatro vitórias em quatro jogos e apenas um set perdido, na semifinal. Depois de vencer o Peru e o Chile na fase classificatória, a equipe derrotou os donos da casa, Colômbia, e garantiu o título contra a Argentina. A competição acontece no ginásio Norton Madrid. O técnico do Brasil, Maurício Motta Paes, elogiou o grupo brasileiro. Ele destacou a tranquilidade da equipe no momento de decidir sets apertados, e ressaltou a participação de atletas que vieram do banco. "Demonstramos muita maturidade aplicação em todos os fundamentos, em todas as parciais, mas principalmente nos finais dos sets, no momento de decisão. Além disso, a contribuição vinda do banco de reservas foi determinante na construção da vitória. Cumprimos nosso objetivo, que era o título e a vaga no Mundial", analisou. A taça do Sul-Americano foi levantada pelo capitão da equipe, o levantador Fernando Kreling, do Sada/Cruzeiro. Na disputa pelo terceiro lugar, a Colômbia, que havia sido eliminada pelo Brasil, superou o Chile por 3 sets a 2 (26/24, 21/25, 25/21, 21/25, 13/15) e garantiu um lugar no pódio. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • Classificado Brasil vence a Bélgica e avança à fase final

    Brasil vence a Bélgica e avança à fase final Read More
    Grand Prix
  • Sub-23 Brasil derrota donos da casa e está na final

    Com a campanha de três vitórias em três jogos, a seleção brasileira masculina sub-23 de vôlei está na grande decisão do Campeonato Sul-Americano. Depois de vencer o Peru e o Chile na fase classificatória, a equipe dirigida derrotou os donos da casa, Colômbia, por 3 sets a 1, de virada (18/25, 25/17, 25/18 e 25/16), em 1h45 de partida. A competição acontece no ginásio Norton Madrid, em Cartagena, na Colômbia. A disputa pela medalha de ouro acontecerá neste sábado (25.06), às 21h (Horário de Brasília), contra a Argentina, que bateu o Chile na semifinal por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/17 e 25/22. Para o técnico do Brasil, Maurício Motta Paes, o grupo brasileiro conseguiu a vitória com o crescimento ao longo da partida. “O jogo começou com uma certa tensão e com o time falhando um pouco. Aos poucos fomos evoluindo e tendo mais equilíbrio emocional”, comentou Maurício. O final da partida recebeu elogios do treinador. “Já equilibrados, nossos jogadores conseguiram apresentar um bom voleibol. No terceiro e quarto sets, conseguimos ter um alto rendimento no ataque e concluímos com uma bela parcial”, destacou Maurício Motta Paes. O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Seleções
  • De virada Em Ancara, Brasil vence a Itália

    De virada, a seleção brasileira feminina de vôlei começou a terceira semana do Grand Prix com vitória. Depois de uma grande reação no quarto set, o Brasil venceu a Itália, nesta sexta-feira (24.06), por 3 sets a 1 (24/26, 25/22, 25/13 e 25/22), em 1h58 de jogo, no Baskent Volleyball Hall, em Ancara, na Turquia. Brasileiras e italianas fazem parte do grupo G da competição que conta ainda com a Bélgica e a Turquia. A equipe do treinador José Roberto Guimarães voltará à quadra às 8h30 (Horário de Brasília) deste sábado (25.06) para enfrentar a Bélgica. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.  A ponteira Natália foi a maior pontuadora entre as brasileiras com 17 acertos. A campeã olímpica Fernanda Garay com 11 e as centrais Fabiana com 11 e Thaisa com 10 também pontuaram bem pelo time verde e amarelo. Pelo lado da Itália o destaque foi a atacante Egonu, maior pontuadora do confronto, com 26 pontos. O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise da vitória do Brasil sobre a Itália e enalteceu o espírito de grupo do time verde e amarelo. “Foi um jogo importante para nós porque jogamos com a Itália completa. É uma equipe que vai disputar os Jogos Olímpicos e pode ser um adversário em um dos cruzamentos. Hoje nos posicionamos melhor em quadra e a relação entre o bloqueio e a defesa foi mais eficiente. Conseguimos uma virada importante no quarto set, mas não podemos deixar o placar chegar nesse ponto. A entrada das jogadoras que vieram de fora ajudou o time e nós precisamos de todas. Somos uma equipe que precisa jogar como time”, analisou José Roberto Guimarães. Um dos destaques da partida a ponteira Natália parabenizou o grupo pela reação no quarto set. “Para o nosso time foi muito positivo ter ganho essa partida. Conseguimos reverter um placar adverso no quarto set, mas sabemos que ainda temos muito o que melhorar. As jogadoras que vieram de fora ajudaram bastante e essa vitória mostrou que estamos no caminho certo”, afirmou Natália A ponteira Jaqueline entrou em quadra quando o placar estava favorável para a Itália e teve atuação decisiva na virada no quarto set. A bicampeã olímpica falou sobre a reação do Brasil e o resultado da partida.“Fiquei feliz de ter ajudado o grupo. Quem está no banco tem que entrar em quadra para ajudar da melhor maneira possível e foi isso que tentamos fazer hoje. O grupo conseguiu um resultado importante para nossa sequência na competição”, disse Jaqueline. O JOGOA Itália começou melhor e fez 6/3 no início do primeiro set. Bem no saque e jogando com velocidade as brasileiras viraram o marcador (10/9). A parcial ficou disputada ponto a ponto. As italianas foram para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (16/14). A central Thaisa conseguiu um rápido ataque pelo meio e a time do treinador José Roberto Guimarães abriu dois pontos (19/17). A Itália foi melhor no final da parcial e venceu o primeiro set por 26/24. O Brasil voltou melhor para a segunda parcial e fez 4/2. Com um contra-ataque da ponteira Fernanda Garay, o time verde e amarelo abriu quatro (9/5). Bem no saque e no bloqueio a Itália encostou (11/10). O Brasil voltou a ditar o ritmo da parcial e fez 17/13. A equipe do treinador José Roberto Guimarães segurou uma reação italiana no final da parcial e venceu o segundo set por 25/22. O Brasil fez os dois primeiros pontos do terceiro set. Com um ponto de ataque da central Fabiana, o time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). A central Thaisa conseguiu um ponto de bloqueio e as brasileiras fizeram 11/7. O Brasil passou a jogar com velocidade e a diferença no marcador subiu para oito pontos (16/8). As brasileiras dominaram a parcial até o final e venceram o terceiro set por 25/13. A Itália começou bem o quarto set e fez 6/3. As italianas eram eficientes no saque e na defesa e o time do treinador Marco Bonitta abriu seis pontos (19/13). O treinador José Roberto Guimarães fez duas substituições. Entraram Jaqueline e Juciely e saíram Fê Garay e Thaisa. As mudanças fizeram bem ao grupo brasileiro que conseguiu uma incrível reação e venceu o set por 25/22 e o jogo por 3 sets a 1. Entenda o Grand Prix: De 9 a 26 de junho, as 12 principais seleções disputarão a fase classificatória. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a Tailândia, país sede. A Fase Final acontecerá de 6 a 10 de julho, em Bangcoc, na Tailândia.Equipes:Brasil – Dani Lins, Sheilla, Fê Garay, Natália, Thaisa e Fabiana. Líbero – Léia Entraram – Roberta, Tandara, Jaqueline e Juciely Técnico – José Roberto Guimarães Itália – Malinov, Egonu, Ortolani, Del Core, Chirichella e Danesi. Líbero – De Gennaro Entraram – Sylla, Guiggi, Centoni e Cambi Técnico – Marco Bonitta Galeria de fotos: http://worldgrandprix.2016.fivb.com/en/group1/schedule/6929-italy-brazil/post#mediaGallery Jogos do Brasil no Grand Prix Rio de Janeiro (Brasil)09.06 (Quinta-feira) – Brasil 3 x 1 Itália (23/25, 25/15, 25/15 e 27/25) 10.06 (Sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Japão (25/20, 25/23 e 25/15) 12.06 (Domingo) – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/20, 25/18 e 25/18) Macau (China) 17.06 (Sexta-feira) – Brasil 2 x 3 Sérvia (25/16, 31/29, 19/25, 19/25 e 16/18) 18.05 (Sábado) – Brasil 3 x 1 Bélgica (23/25, 25/19, 25/15 e 25/18) 19.05 (Domingo) – Brasil 0 x 3 China (23/25, 16/25 e 20/25) Ancara (Turquia) 24.06 (Sexta-feira) – Brasil 3 x 1 Itália (24/26, 25/22, 25/13 e 25/22) 25.06 (Sábado) – Brasil x Bélgica às 8h30 (Horário de Brasília) – SporTV 226.06 (Domingo) – Brasil x Turquia às 11h30 (Horário de Brasília) – SporTV 2 O Banco do Brasil é patrocinador oficial do voleibol brasileiro Read More
    Grand Prix
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Vôlei na TV

Grandprix

Liga Mundial

Vôlei Praia

Vôlei Quadra